Lev Yashin, O Aranha Negra

No dia do goleiro o PC homenageia o maior de todos os tempos: Lev Yashin, O Aranha Negra.

Lev Ivanovich Yashin nasceu dia 22 de outubro de 1929 em Moscou, e pode ser considerado o maior goleiro da história do futebol. Depois de começar a carreira como goleiro de hockey de gelo do Dínamo de Moscou, transferiu-se para o futebol em 1949. Apesar de ter estreado como titular em 1950, enfrentou muitas dificuldades no começo da carreira no campo, tendo se firmado na equipe apenas a partir de 1953.

Atuou 22 anos interruptos pelo Dínamo de Moscou, 5 destes invicto. Conquistou os campeonatos soviéticos de 1955, 1957, 1959 e 1963 e três copas da URSS, em 1953, 1967 e 1970. Entre 1949 e 1971, quando se aposentou, foram 812 jogos, nos quais defendeu 150 pênaltis, tendo ficado em 270 deles sem levar gol. Pela seleção, foi chamado pela primeira vez em 1954 e foi o goleiro com mais internacionalizações, totalizando 78. Em 1956 conquistou a medalha de ouro nas olimpíadas de Melbourne. Disputou 4 copas do mundo, em 1958, 1962, 1966 e 1970. A Copa do Mundo de 1958 na Suécia foi o principal palco de destaque para Yashin. Ganhou o apelido “Aranha Negra” graças a seu uniforme sempre preto e suas pernas e braços longilíneos. Apesar da grande envergadura, era ágil, flexível e habilidoso. É fácil definir as características de um goleiro antes de Yashin e depois de Yashin. Antes dele, os arqueiros ficavam plantados debaixo das traves, não cortavam cruzamentos e não fechavam o ângulo do atacante. Desta forma, foi um pioneiro do futebol moderno para goleiros, ao descobrir que se antecipando e saindo da pequena área, poderia administrar uma região muito maior do campo.

Em 1963, ele foi eleito o melhor jogador da Europa, sendo o único goleiro a ganhar tal prêmio até hoje. Na Copa de 1994, o troféu Lev Yashin foi dado ao melhor goleiro (o prêmio foi renomeado Luva de Ouro posteriormente) e, quatro anos depois, ele foi nomeado o goleiro do século XX. Yashin teve também um papel marcante na política da União Soviética. Era carismático e membro do partido comunista. Em 1968 foi nomeado para a “Ordem de Lenin”, maior condecoração da época, e continuou participando de diversas campanhas do Partido até o final de sua vida. Faleceu em Moscou em 20 de Março de 1990, aos 60 anos. Sofisticado em sua forma de jogar, cavalheiro com seus adversários e dono de um carisma e talento igualmente grandiosos, Lev Ivanovich Yashin é sem dúvida um dos maiores futebolistas de todos os tempos.