CENSURA: Cerca de 20 pessoas invadem jornal argentino agredindo funcionários e destruindo equipamentos

O  Ataque ao jornal Tiempo Argentino é um novo ataque aos meios de comunicação populares e contrários a linha oficial do governo neoliberal de Mauricio Macri. Desde a chegada de Macri ao poder, o presidente revogou a Lei de Imprensa e repreendeu jornalistas como Victor Hugo Morales por sua crítica da nova posição do governo. Macri tem censurado rádios e estações de televisão para criar um cerco midiático de apoio ao seu governo.

Cerca de vinte pessoas invadiram nas primeiras horas desta segunda-feira a redação do jornal Tiempo Argentino em Buenos Aires, onde agrediram três funcionários e destruíram equipamentos e documentos.

A Secretaria de Comunicação Pública expressou “sua mais forte condenação ao ataque às instalações do jornal Tiempo Argentino e se solidariza com os membros da redação, vítimas há meses das ações irresponsáveis de um grupo de empresários”, indica um comunicado.

O jornal, com uma linha editorial crítica ao governo de centro-direita de Mauricio Macri, funciona como uma cooperativa desde dezembro após uma grave crise.

 


Fonte: Telesur